Monthly Archives: novembro 2007

" rel="bookmark">

" rel="bookmark">Débora é ataca por pittboys

by | 11-30-2007

"> post-arrow

Parece que o ditado “O que é bom, dura pouco” é quase uma regra na vida de Débora. A moça estava ganhando uns bons trocados na uisqueria, desde que foi intimada a substituir a Outra no queijo. Mas na hora de fazer massagem em Antônio, Débora treme na base. Fica com nojo das costas sujas de graxa do homem e se recusa a trabalhar. Resultado? Jojô a expulsa da uisqueria, com uma mão na frente e outra atrás. Desolada, Débora vai até a casa dos pais, pensando em pedir abrigo. Mas se lembra das duras palavras da mãe, que não . . . . . .

" rel="bookmark">

" rel="bookmark">A galera descobre que dormitório foi misteriosamente revirado

by | 11-30-2007

"> post-arrow

Assombração ou apenas uma brincadeira de mau gosto? É o que os moradores do dormitório querem saber! Em uma noite muito estranha, os alunos assistem a um programa na TV quando, de repente, as luzes da casa começam a piscar misteriosamente. Sem entender nada e preocupados, eles resolvem descobrir o que está acontecendo. Nesse momento, Capitão e Dionísia entram na sala e pedem para que os alunos façam silêncio. Mas eles estão exaltadíssimos. De repente, Yasmin entra na sala esbaforida e diz que há algo muito estranho no quarto. “Alguém entrou lá e mudou tudo de lugar. Tá uma bagunça . . . . . .

Félix flagra os diretores imundos e fica furioso

by | 11-30-2007

post-arrow

Bem que Adriano tentou, mas não foi desta vez que ele conseguiu se entender com Béatrice. A confusão tem início quando o diretor resolve ajudar a sócia a se mudar para a casa de Félix e, para isso, arruma uma caminhonete – ou seria uma lata velha? Ao ver o meio de locomoção conseguido por ele, Béatrice parece não acreditar. “Eu só vou entrar nesse carro porque realmente quero pegar minhas coisas ainda hoje”, diz ela. Adriano liga a caminhonete, que depois de muito esforço sai vagarosamente pela rua. Minutos depois, o celular de Béatrice toca e é Félix, que . . . . . .